Pesquisa

Espaço Democrático reúne propostas para a segurança pública

Coordenado pelo sociólogo e consultor da fundação do PSD, Tulio Kahn, levantamento servirá de base para elaboração de planos de governo e debates públicos sobre o tema


05 de outubro de 2017

Tulio Kahn estima que a versão final do formulário, com a inclusão das contribuições técnicas do grupo de especialistas, esteja pronta em até dez dias.

 

 

Elaborar um conjunto de propostas para o combate às drogas, policiamento estratégico e sistema prisional brasileiro, entre outros temas relevantes, que servirá de referência para lideranças do PSD e demais interessados no debate sobre esses assuntos. Esse é o objetivo do levantamento coordenado por Tulio Kahn, sociólogo e consultor de segurança pública do Espaço Democrático — fundação do PSD para estudos e formação política.

O primeiro passo para a realização do trabalho foi dado nesta quinta-feira (5), durante reunião promovida no auditório da fundação, em São Paulo. Organizado por Kahn, o encontro contou com as participações do diretor-executivo do Instituto Sou da Paz, Ivan Marques, o major da Polícia Militar e doutor em Educação pela PUC-SP, Ronilson de Souza Luiz, e a consultora do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Cristina Neme.

Os participantes receberam o formulário da pesquisa, com perguntas sobre temas como segurança privada, iniciativas federais e municipais legislação, incluindo espaço para comentários. “Nesta primeira etapa, vamos utilizar o que chamamos de ‘juízes’, especialistas que irão opinar sobre o questionário e a metodologia: quais questões devem entrar, como redigi-las e para quem serão enviadas. Num segundo momento, vamos usar um painel maior de especialistas, que irão responder ao questionário”, afirma Kahn.

O consultor estima que a versão final do formulário, com a inclusão das contribuições técnicas do grupo de especialistas, esteja pronta em até dez dias. A pesquisa deve ser realizada ainda este mês e os resultados serão obtidos em até dois meses.

“A ideia é que tenhamos uma pauta de propostas para levar não só para a bancada do PSD, mas aos demais congressistas ou quem estiver se preparando para fazer programas para as eleições do ano que vem”, explica o consultor.

O diretor-executivo do Instituto Sou da Paz, Ivan Marques, saudou a iniciativa da Fundação. “É importante essa movimentação do Espaço Democrático, para que possamos promover uma pauta com mudanças reais. Os debates sobre a segurança pública tem ocorrido de maneira muito rasa e passional”.

Durante a reunião, o major Ronilson Luiz mencionou, entre os problemas enfrentados pela corporação, a sobrecarga de atividades dos policiais. “Uma grande preocupação minha é a escala de serviço. Qualquer policial que esteja desgastado compromete a segurança dele e a qualidade do serviço”.

Outro ponto levantado pelo major foi a necessidade de maior divulgação de ações de prevenção e combate à criminalidade nas redes sociais.

 Comente!



*

multimídia Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter