Parceria da gestão Kassab, viadutos do Complexo Itaquera são abertos ao tráfego

Além dos viadutos, que são uma ligação entre as regiões norte e sul de Itaquera, separadas pelos trilhos da CPTM e do Metrô e pela Radial Leste, já funciona também o novo túnel, conhecido como mergulhão, que separa o trânsito local dos veículos de passagem, melhorando a fluidez na região.


20 de maio de 2014

S

Obra vai beneficiar diretamente cerca de 2,4 milhões de habitantes do extremo da zona leste da capital

Cinco novos viadutos que fazem parte do Complexo Viário Polo de Itaquera, na zona leste de São Paulo, foram liberados nesta semana para o trânsito de veículos. O projeto foi desenvolvido e as obras foram iniciadas durante a gestão de Gilberto Kassab na Prefeitura de São Paulo em parceria com o Governo do Estado, por meio da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário).

Além dos viadutos, que são uma ligação entre as regiões norte e sul de Itaquera, separadas pelos trilhos da CPTM e do Metrô e pela Radial Leste, já funciona também o novo túnel, conhecido como mergulhão, que separa o trânsito local dos veículos de passagem, melhorando a fluidez na região.

O Complexo Viário Polo de Itaquera beneficiará diretamente cerca de 2,4 milhões de habitantes do extremo da zona leste da capital, bem como os aproximadamente 5 milhões de pessoas que vivem na região. Fazem parte ainda do complexo duas alças de acesso entre a Avenida Jacu-Pêssego e a Nova Radial e passarela sobre os trilhos no sentido norte-sul, na altura da estação Artur Alvim do Metrô.

As cinco obras, iniciadas em 2012, possuem custo total estimado em R$ 548,5 milhões, sendo R$ 397,9 milhões do governo do Estado e R$ 150,6 milhões da Prefeitura, sem financiamento federal.

Na região, próximo às estações do Metrô e da CPTM e ao lado da Arena do Corinthians, está em desenvolvimento o Polo Institucional de Itaquera, construído em área municipal, que abrangerá um conjunto de equipamentos públicos. Funcionarão ali uma Fatec (Faculdade de Tecnologia) já com aulas desde 2012, uma Etec (Escola Técnica), do Governo do Estado, com previsão de início das aulas em 2015, um centro cultural, uma unidade do Senai, um parque linear, uma instituição social e um terminal rodoviário.

Crédito da foto:  Edson Lopes Jr/A2 Fotografia

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter