GESTÃO

Prefeitos do PSD atuam para diminuir transtornos provocados pela greve

Administrações do partido adotaram as medidas necessárias para ajudar a população durante a crise de abastecimento que afeta o País, provocada pela paralisação dos caminhoneiros


29 de Maio de 2018

Em Itupeva, no interior paulista, o prefeito Marcão Marchi (PSD) decretou estado de emergência

 

Os prefeitos do PSD no Estado de São Paulo adotaram todas as providências para diminuir os transtornos à população provocados pela greve dos caminhoneiros, que resultou em uma crise de abastecimento em todo o País. Em Itupeva, no interior paulista, o prefeito Marcão Marchi (PSD) decretou estado de emergência e estabeleceu o abastecimento prioritário nos postos de combustíveis aos veículos que realizam serviços essenciais na cidade.

O decreto prevê ainda ponto facultativo para as repartições públicas municipais nesta terça-feira (29) e na quarta-feira (30). “Estamos garantindo, com o decreto, a manutenção dos serviços essenciais, como coleta de lixo, transporte de pacientes e patrulhamento das viaturas da Guarda Civil Municipal, Polícia Militar, Bombeiros, Defesa Civil e Polícia Civil, além dos atendimentos de urgência e emergência”, destacou o prefeito.

Em Limeira, outro município do interior paulista, o prefeito Mario Botion também decretou estado de emergência e oficiou todos os estabelecimentos que comercializam combustíveis para garantir o abastecimento de veículos oficiais. A prioridade deverá ser assegurada mediante a reserva de quantidade não inferior a 5% dos estoques de gasolina, óleo diesel e etanol.

Em entrevista coletiva realizada no final da tarde desta segunda-feira (28), Botion afirmou que as áreas de saúde e de segurança pública são prioritárias. “Esta é mais uma medida que adotamos no sentido de garantir os serviços essenciais nesses dois setores”, disse o prefeito. Nos próximos dias, a Prefeitura garantirá o atendimento do Samu, da Central de Ambulância, da Guarda Civil Municipal (GCM), do Corpo de Bombeiros e da frota da Polícia Militar.

Além de decretar estado de emergência em Ubatuba, no litoral norte paulista, o prefeito Délcio Salto criou o Comitê de Gerenciamento de Crise. O órgão tem como objetivo “propor e adotar todas as medidas preventivas ou reparadoras, administrativas e judiciais, visando a manutenção dos serviços públicos essenciais à população”.

O Comitê é composto pelo prefeito, o chefe de gabinete e secretários municipais das seguintes pastas: Administração, Assuntos Jurídicos, Fazenda, Saúde, Segurança Pública e Comunicação.

Bauru – Cidade mais populosa do Centro-Oeste paulista, com cerca de 371 mil habitantes, Bauru não foi tão prejudicada pela greve dos caminhoneiros, num primeiro momento da paralisação, em função de boa parte da gasolina e do óleo diesel chegarem ao município pela ferrovia. Entretanto, para garantir os serviços essenciais à população, o prefeito Clodoaldo Gazzetta decretou estado de emergência.

 Comente!



*

multimídia Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter