LIDERANÇA

Prefeitos do PSD presidem entidades do interior paulista

Jorge Duran, de Presidente Venceslau, e Eduardo Correa Sotana, o Tatu, de Maracaí, dirigem organizações que representam cerca de 60 municípios da região


01 de março de 2019

 

Eduardo Correa Sotana, o Tatu, prefeito de Maracaí.

 

Reconhecidos pela liderança política e o trabalho desenvolvido em seus municípios, dois prefeitos do PSD tornaram-se responsáveis por entidades que representam cerca de 60 cidades do interior paulista. São eles: Jorge Duran, de Presidente Venceslau, e Eduardo Correa Sotana, o Tatu, de Maracaí.

Nesta quinta-feira (28), Duran foi eleito para presidir a União dos Municípios do Pontal do Paranapanema (Unipontal). Ele derrotou o prefeito de Presidente Prudente, Nelson Bugalho (PTB), por 35 votos a 23 e exercerá o cargo durante o biênio 2019-2020.

Após a eleição, realizada na sede do Rotary Clube de Regente Feijó, Duran cumprimentou Bugalho e defendeu a parceria entre as prefeituras. “Foi uma disputa democrática, que fortaleceu a união dos municípios. Vamos agora, passadas as eleições, trabalhar juntos para o crescimento de toda a região.”

Outros dois prefeitos do PSD foram eleitos para a diretoria da entidade, que representa 32 municípios: Christian Fuziki Ikeda, de Euclides da Cunha Paulista, e José Roque da Silva Lira, de Tarabai, que ocuparão, respectivamente, os cargos de segundo vice-presidente e primeiro conselheiro da Unipontal.

 

Jorge Duran, prefeito de Presidente Venceslau,

CIVAP

Em janeiro, Tatu, que cumpre o segundo mandato à frente da Prefeitura de Maracaí, foi eleito presidente do Consórcio Intermunicipal do Vale do Paranapanema (Civap). A eleição foi realizada na sede da entidade, em Assis.

“Encaro como mais um grande desafio, mas também como mais uma forma de fomentar o desenvolvimento de nossa região. Trabalharei muito e conto com a comunidade municipal e regional, parceiros e organizações, governos e, principalmente, meus amigos prefeitos”, afirmou Tatu.

O Civap tem 33 anos de existência, 37 municípios consorciados e atua em diversas frentes, com projetos e ações em áreas como meio ambiente, obras, planejamento, agricultura e educação. Para 2019, o Consórcio ainda deve ser responsável por um estudo de viabilidade para a implantação de energia fotovoltaica (obtida por meio da conversão direta da luz solar em eletricidade) nas cidades consorciadas.

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter