SAÚDE

Botion defende ação conjunta dos municípios contra coronavírus

Prefeito do PSD pediu união no combate à Covid-19 e relatou a experiência de sua gestão em Limeira, no interior paulista


13 de março de 2020

O prefeito Mário Botion

 

O prefeito de Limeira, Mario Botion (PSD), defendeu nesta quinta-feira (12) uma ação conjunta dos municípios no combate ao novo coronavírus, durante sua participação na 77ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), promovida em Florianópolis. Vice-presidente de Operações de Crédito da entidade, Botion sugeriu “um compartilhamento das medidas adotadas, sempre acatando as determinações e protocolos do Ministério da Saúde.”

Por determinação do prefeito, Limeira começou a adotar medidas preventivas contra o coronavírus há cerca de dois meses. Desde então, a administração já realizou ações de conscientização e reuniu representantes de hospitais das redes pública e privada para alinhar o protocolo de atendimento e encaminhamento de eventuais casos suspeitos. Atualmente, há três casos suspeitos no município do interior paulista, que tem população estimada em 306 mil habitantes.

O protocolo seguido pela Secretaria Municipal de Saúde de Limeira é o mesmo definido pela Secretaria Estadual da Saúde e pelo Governo Federal. “Estamos agindo com prudência e responsabilidade, sem alarmar a população”, destacou o prefeito no evento realizado na capital de Santa Catarina, que será encerrado nesta sexta-feira (13).

Na quarta-feira (11), a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que a rápida expansão global do novo coronavírus, causador da doença respiratória Covid-19, já se configura como uma pandemia, com a disseminação em mais de cem países e em todos os continentes. Os pacientes apresentam sintomas como febre, cansaço, tosse seca, dor no corpo, coriza e dificuldade para respirar.

Há também pessoas que são infectadas e não apresentam sintomas. Até esta quinta-feira (12), o Ministério da Saúde havia confirmado 77 casos no Brasil. Mas esse número deve aumentar em breve já que, somente o hospital Albert Einstein, em São Paulo, registrou 98 pessoas infectadas pelo vírus. Desse total de casos, cerca de 60 ainda não tinham sido contabilizados pelo Governo Federal.

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter