Carros com som alto poderão ser multados em SP

Projeto do vereador Coronel Camilo sancionado pelo prefeito Fernando Haddad prevê que o veículo que estiver tirando a tranquilidade dos moradores será multado em R$ 1 mil e a pessoa poderá ter o equipamento apreendido por fiscais da Prefeitura.


03 de junho de 2013

O prefeito Fernando Haddad sancionou, na última quinta-feira (30) a lei que proíbe equipamentos ou carros com som alto nas ruas da capital. O projeto é de autoria dos vereadores Coronel Camilo (PSD), Dalton Silvano (PV) e do atual senador Antônio Carlos Rodrigues. Com isso, o veículo que estiver tirando a tranquilidade dos moradores será multado em R$ 1 mil e a pessoa poderá ter o equipamento apreendido por fiscais da Prefeitura. Em caso de reincidência, a sanção será cobrada em dobro, podendo chegar a até R$ 4 mil.

Com a publicação da lei no Diário Oficial do Município, o prefeito Haddad ainda terá 60 dias para regulamentar a lei e decidir, em definitivo, como a fiscalização será realizada em São Paulo. Para o Coronel Camilo, a nova medida  já terá efeito imediato nos chamados pancadões. “O valor alto da multa e a previsão de apreensão do veículo já vão assustar quem coloca música alta. Além disso, o fiscal agora pode agir quando a música alta estiver vindo não de dentro do bar, mas sim de um carro estacionado na frente do estabelecimento”.

De acordo com o vereador, a lei não visa impedir as manifestações culturais e sim coibir os excessos que não deixam as pessoas descansarem. “O direito de um acaba onde começa o do outro”, afirmou.

Eventos são permitidos pela lei, desde que autorizados. “Estamos conversando com a Prefeitura para que se crie espaços para que os jovens possam se divertir na cidade”, ressaltou.

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter