Região de Jundiaí

Cidades decidem não promover Carnaval em 2022

“Ainda estamos vivendo um momento de alerta da pandemia, que não acabou”, afirmou a prefeita de Jarinu, Débora Prado (PSD)


16 de novembro de 2021

 

A prefeita de Jarinu, Débora Prado: “Ainda estamos vivendo um momento de alerta da pandemia, que não acabou.”

 

Redação: Scriptum

 

Por unanimidade, os prefeitos da Região Metropolitana de Jundiaí, no interior do Estado de São Paulo, decidiram não promover o Carnaval em 2022. Três cidades administradas pelo PSD estão entre as que optaram por não realizar os festejos: Jarinu, Itupeva e Louveira. A decisão foi acompanhada por gestões da Região Metropolitana de Campinas, entre elas a de Valinhos, município também governado pelo partido.

Secretários e gestores de cultura de todas as cidades assinaram nota conjunta em que justificam a opção das prefeituras, apesar do avanço da vacinação contra a covid – 19 e a redução dos números de internações e mortes provocadas pela doença. De acordo com o documento, “a proposta leva em consideração diversos aspectos, como a atenção aos índices hospitalares, suscetíveis a impactos após as festas de final de ano, bem como a instabilidade enfrentada no período de pandemia, que dificulta o cumprimento do planejamento e dos prazos legais para a contratação e entrega de serviços estruturais necessários”.

Ainda segundo a nota, “os gestores seguem disponíveis para o diálogo com os representantes das agremiações e blocos carnavalescos, com foco na possibilidade do planejamento de atividades temáticas com controle de público fora desse período e na organização do Carnaval 2023.”

Em live transmitida em suas redes sociais na última quinta-feira (11), a prefeita de Jarinu, Débora Prado, explicou o posicionamento do grupo de gestores. “Nós entendemos que não é o momento. Há tempo para todas as coisas. Ainda estamos vivendo um momento de alerta da pandemia, que não acabou. Apesar de a gente ter reduzido consideravelmente os índices de mortalidade e de infecções graves em função da covid, ainda não podemos abrir para um evento como esse.”

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter