GESTÃO

Doutor Camargo quer empregos e eficiência em Arujá

Prefeito eleito do PSD pretende promover o enxugamento da máquina administrativa e valorizar os profissionais do município da Grande São Paulo


04 de dezembro de 2020

 

O prefeito eleito Doutor Camargo: “Precisamos reduzir ao máximo o número de cargos, fazer de tudo para economizar o dinheiro público”

 

Uma administração comprometida com o enxugamento da máquina administrativa, o estímulo à geração de empregos, o respeito à ciência no combate à covid-19 e um secretariado formado majoritariamente por técnicos de Arujá, município de 91 mil habitantes da Região Metropolitana de São Paulo. Assim pode ser definido o governo do prefeito eleito Luis Antonio de Camargo (PSD), o Doutor Camargo, que falou sobre as prioridades que terá a partir de janeiro de 2021, quando assumirá o cargo, em entrevista concedida nesta quarta-feira (2) ao Jornal de Arujá.

Doutor Camargo destacou que, além de fomentar a instalação de empresas no município e a criação de postos de trabalho, pretende equilibrar o orçamento anual da Prefeitura, estimado em R$ 297,2 milhões. “A primeira coisa que vamos fazer é o enxugamento da máquina. Precisamos reduzir ao máximo o número de cargos, fazer de tudo para economizar o dinheiro público, justamente para investir naquilo que mais precisa.”

Perguntado sobre o impacto da pandemia na vida escolar de crianças e adolescentes de Arujá, o prefeito eleito se comprometeu a formar uma comissão, composta por médicos e educadores, que será responsável por ajudá-lo na avaliação dos riscos de um possível retorno às aulas. “As decisões sobre a volta às aulas e as medidas que deverão ser tomadas não podem ser unilaterais. Não cabe mais no dia de hoje o poder público, sem ouvir a população, tomar decisões tão importantes. É nosso desejo que se crie rapidamente uma comissão de especialistas. Na nossa cidade temos pessoas muito capacitadas nos dois setores, tanto na educação quanto na saúde”, afirmou Doutor Camargo.

Sobre o futuro secretariado, ele antecipou que será “eminentemente técnico” e 99% composto por pessoas do município. “Temos que dar espaço para o arujaense trabalhar por sua cidade. É nossa prioridade trabalhar com pessoas da rede, técnicas, que já desempenham funções”, disse o prefeito eleito, que terá como vice-prefeito Betinho Gil (Podemos).

Camargo foi eleito no último dia 15 com 19.119 votos (43,34% do total de votos válidos). O segundo lugar ficou com Ana Poli (PL), que obteve 8.229 votos (18,66%). De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a eleição em Arujá registrou 4.638 votos nulos (8,96%), 3.008 votos brancos (5,81%) e 17.132 abstenções (24,87%).

Perfil

O prefeito eleito tem 56 anos, é casado e pai de três filhos. Reconhecido há 32 anos pela atuação como advogado em Arujá, Doutor Camargo é mestre em Direito pela Universidade Católica de Santos e especialista em Direito Tributário pela PUC-SP. Ele também foi presidente da subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter