Louveira

Equipamento pode reduzir intubações em até 90%

Gestão do prefeito Estanislau Steck (PSD) investe na compra de cateteres nasais de alto fluxo para o tratamento de pacientes graves de covid-19


16 de abril de 2021

 

Em Louveira, município do interior do Estado de São Paulo, a gestão do prefeito Estanislau Steck (PSD) investiu na compra de equipamentos que podem proporcionar uma redução de até 90% no número de intubações de pacientes graves de covid-19. Os cateteres nasais de alto fluxo já estão sendo utilizados na Santa Casa e podem fornecer 40 litros de oxigênio por minuto, cerca de quatro vezes mais que os dispositivos tradicionais.

“Na prática, o resultado garante que pacientes com quadros graves de covid-19 tenham uma alternativa não invasiva e eficiente, anterior à intubação”, explicou o secretário municipal de Saúde, Eduardo Gomes de Menezes.

Em média, cada cateter de alto fluxo custa R$ 47 mil. Três dispositivos já estão sendo utilizados na Santa Casa e a Prefeitura aguarda a chegada de mais três equipamentos. Em função do custo, esse tipo de aparelho é geralmento usado em hospitais da rede privada.
“É um investimento elevado, mas não podemos poupar esforços quando o assunto é salvar vidas. Estamos muito felizes por termos condições de oferecer essa importante alternativa para os pacientes. Na nossa região, somente hospitais particulares fazem uso dessa tecnologia”, destacou o secretário.

 

Dispositivos diminuem o desconforto e reforçam o tratamento da insuficiência respiratória.

 

Conhecido como Precision Flow, o sistema adquirido em Louveira é fabricado nos Estados Unidos e funciona por meio de uma cânula nasal conectada a um aparelho eletrônico que associa a oferta de alto fluxo de oxigênio a uma tecnologia que mantém a umidificação ideal para os pacientes. Os dispositivos diminuem o desconforto e reforçam o tratamento da insuficiência respiratória.

A utilização do cateter ocorre no momento em que o quadro clínico do paciente depende de oferta artificial de mais de seis litros de oxigênio por minuto para manter a saturação mínima entre 90% e 96%, nível adequado ao corpo humano.

Segundo dados de estudo recentemente publicado pelo portal de notícias BBC News Brasil, entre fevereiro e dezembro de 2020, o percentual médio de mortes entre os pacientes de covid-19 que precisaram de intubação foi de aproximadamente 80%. “Com a utilização do cateter de alto fluxo, conseguiremos evitar boa parte das intubações e esperamos que mais vidas sejam salvas. Sem sombra de dúvidas, esta é mais uma ferramenta importante ofertada aos pacientes graves e à equipe assistencial nesta verdadeira guerra da vida contra a morte”, frisou Gomes de Menezes.

Casos

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Prefeitura de Louveira nesta quinta-feira (15), a cidade, que tem população estimada em 49 mil habitantes, já registrou 2.687 casos de covid-19 desde o início da pandemia. Desse total, 2.560 pacientes já foram curados. Outros 52 morreram em função da doença.

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter