covid-19

Guti anuncia fim do passaporte sanitário em Guarulhos

Prefeito do PSD disse que bom desempenho no combate à pandemia permitiu que a administração acabasse com as medidas restritivas na cidade da Grande São Paulo


05 de novembro de 2021

 

O prefeito Guti: “Números nos deixam menos aflitos para podermos continuar planejando a retomada econômica da cidade.”

 

Redação Scriptum

 

O prefeito de Guarulhos, Gustavo Henric Costa (PSD), o Guti, anunciou o fim da obrigatoriedade de apresentação da carteirinha de vacinação contra a covid-19, o passaporte sanitário, em estabelecimentos comerciais do município. A exigência continuará valendo somente em eventos que promovem grandes aglomerações e estão previstos no Plano São Paulo, do governo estadual, entre eles os shows musicais e os jogos de futebol. A iniciativa foi oficializada por meio do decreto municipal 38.454, publicado no Diário Oficial, que também dispõe sobre o fim dos limites de ocupação dos estabelecimentos. Os protocolos de higiene e o uso de máscaras continuam obrigatórios.

Guti fez o anúncio durante live transmitida em suas redes sociais. “O que começa a nos deixar um pouco menos aflitos para podermos continuar planejando a retomada econômica são os bons números da cidade. A média de óbitos no último mês, por exemplo, foi abaixo de dois por dia. Já chegamos a 38 por dia na fase mais aguda da pandemia. Lógico que esse não é o número ideal. O ideal seria acabar a covid e não termos mais óbitos e ocupações de UTIs”, ponderou o prefeito.

De acordo com a Prefeitura de Guarulhos, 1.954.581 doses de vacinas contra a covid-19 foram aplicadas na cidade, montante que inclui todos os tipos de imunizantes e etapas da vacinação. A taxa de ocupação de UTIs está em 24,2%.

O município, que tem cerca de 1,4 milhão de habitantes, registrou 84.424 casos desde o início da pandemia. Desse total, 4.925 pacientes morreram em função da doença.

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter