Kassab entrega mais 192 unidades do Minha Casa Minha Vida em SP

Em Taboão da Serra, na Região Metropolitana de São Paulo, ministro lembrou que o programa chegará a 6,75 milhões de casas e apartamentos construídos, beneficiando 25 milhões de pessoas.


29 de março de 2015

Ministro Kassab entrega  apartamentos do Minha Casa MInha Vida aos proprietários

Ministro Kassab entrega apartamentos do Minha Casa MInha Vida aos proprietários

O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, entregou na manhã deste domingo (29), em Taboão da Serra, na Região Metropolitana de São Paulo, mais 192 unidades do programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal. É o cumprimento de mais uma etapa do programa, que o ministro destaca como o maior na área de habitação no mundo, razão pela qual muitos países vêm despertando interesse pela experiência. “Já foram beneficiadas cerca de 8 milhões de pessoas, com a entrega de 2 milhões de moradias, e até 2018 chegaremos a 6,75 milhões de casas, beneficiando aproximadamente 25 milhões de pessoas”, afirma ele.

Em Taboão da Serra, as unidades do Conjunto Habitacional João Cândido B foram viabilizadas por meio de parceria com o Governo de São Paulo, a Prefeitura de Taboão da Serra e o Minha Casa, Minha Vida – Entidades, por meio da Associação dos Moradores do Acampamento Esperança de um Novo Milênio. O investimento total foi de R$ 19,4 milhões. São apartamentos de dois dormitórios (51,31 m² de área útil) e três dormitórios (60,53 m²), com sala, cozinha e lavanderia. Todos os cômodos têm piso cerâmico. Cozinha e banheiro têm azulejos. A medição de água é individualizada e a infraestrutura é completa: acessibilidade, centro comunitário, playground, quadra poliesportiva e área para estacionamento. Os beneficiados têm 10 anos para quitar o imóvel e as prestações ficam entre R$ 20 e R$ 80 por mês.

Guilherme Boulos, da Coordenação Nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), destacou que as pessoas estavam entrando não em uma “caixa de fósforos”, mas em uma moradia digna: “Isso só é possível graças ao programa Minha Casa Minha Vida, que permite que a definição do terreno, do projeto e a gestão da das obras seja feita pela gente organizada nos movimentos sociais”. O projeto do Conjunto Habitacional João Cândido B foi discutido com os futuros moradores desde o início.

Associação dos Moradores do Acampamento Esperança de um Novo Milênio, que fez a gestão do núcleo habitacional, recebeu elogios do ministro Kassab. “Isso aqui é uma conquista do trabalho, da mobilização de vocês”, disse ele. “Essa é a nova luta para construir um Brasil cada vez melhor!”.

O programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), afirma Kassab, é uma prioridade do governo Dilma Rousseff.  A terceira fase já está definida, com 3 milhões de unidades contratadas. “A fase 3 servirá para alavancar a economia, gerar empregos e atender o objetivo do programa de ser, no campo social, um dos principais programas da presidenta Dilma”, diz Kassab.

Nova faixa – Nesta terceira fase, o programa vai ganhar uma nova faixa entre as existentes, com o objetivo de atender as famílias que ganham acima de R$ 1,6 mil por mês. A ideia é utilizar recursos do FTGS nessa nova faixa e também permitir que o mutuário use seu Fundo de Garantia no programa. A nova faixa será criada porque a diferença entre as prestações das faixas atuais é grande. As famílias que ganham até R$ 1,6 mil pagam prestação de até R$ 80, mas se o limite for ultrapassado em um centavo, a prestação já sobe para até R$ 400.

 Comente!

  1. Edson bispo dos santos disse:

    Sou filiado ao PSD de suzano SP sou professor gostaria de participar das reuniões de partido mas nunca fui chamado para tal já penso até em mudar de partido



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter