Kassab transmite cargo de prefeito a Haddad e faz balanço de sua gestão

Veja íntegra do discurso feito pelo ex-prefeito, presidente do Partido Social Democrático (PSD), ao transmitir o cargo a seu sucessor, Fernando Haddad.


01 de janeiro de 2013

Veja a seguir a íntegra do discurso feito pelo ex-prefeito Gilberto Kassab, presidente do Partido Social Democrático (PSD), ao transmitir o cargo a seu sucessor, Fernando Haddad, nesta terça-feira, 1º de janeiro de 2013.

“Meus amigos e amigas,

Há três dias, não vou à Prefeitura, não assino ponto, não me ocupo com expediente, não me sobressalto com problemas do dia a dia da nossa cidade. Até ontem ainda estava às voltas com entrega de obras e serviços. E, para ser mais exato, aqui e agora ainda estou um pouco na banguela, muito ligado, com olhos, alma, coração e mente na cidade…

Depois de quase sete anos mergulhado no trabalho, dia e noite, semana após semana, madrugadas adentro… confesso que agora começo a sentir um vazio estranho. Perdido já em lembranças queridas,  digo pra mim mesmo, quando o sono demora a chegar:

“Calma, Kassab. Isso passa”…

E lembro logo do grande Mário Quintana. Diz o poeta que “eles passarão, eu passarinho”. Sim, esse trabalho e essa vivência passarão, e eu vou alçar novos vôos, cantar em outra freguesia.

O fato, meus amigos, é que neste momento as imagens destes quase sete anos de Prefeitura passam na minha frente como um filme. Um longo filme de amor por São Paulo. Com tristezas, alegrias e um mundão de acontecimentos perturbadores.

Exatamente aqui neste local, oito anos atrás, eu assumia como vice-prefeito, vice de José Serra, a quem presto minhas homenagens.

E bem aqui na minha frente, onde vocês estão agora, estavam minha mãe, meu pai, meus irmãos e sobrinhos. Todos alegres, orgulhosos, me olhando com amor e carinho. Depois assumi como prefeito, meus pais torceram por mim, e viveriam boa parte desta caminhada comigo.

E agora, também aqui na nossa frente, prefeito Haddad, vejo sua mãe, sua esposa, suas irmãs, seus filhos. Percebo neles o mesmo orgulho,  o mesmo brilho de alegria, nos olhos e no coração.

Vocês viverão emoções e alegrias muito grandes.

Como as que vivi e me são muito caras.

Vejo-me chutando pênaltis nos quase cem campos de grama sintética que inauguramos nos quatro cantos da cidade… Ouço ainda os gritos e o riso das crianças nos campinhos. E sorriso de criança, meus amigos, é dessas coisas que ficam gravadas pra sempre na alma da gente…

Sinto muito presente a alegria dos moradores do Jardim Romano, no Pantanal, eufóricos com o dique que represou o tormento das águas das enchentes… Mas nos inquieta o perigo das águas que segue nos desafiando nas encostas das áreas de risco… e o fogo que volta e meia destrói favelas … 

Muita gente ainda morando inadequadamente. Mas enfrentamos o problema: um déficit habitacional de décadas. Afirmo que avançamos.

Beneficiamos 210 mil famílias com os Programas de Urbanização de Favelas e Mananciais, além de 40 mil em unidades novas, totalizando 250 mil famílias. E fomos adiante: atendemos mais de 55 mil com Programas de Regularização Fundiária, 12 mil no Programa de Cortiços, 25 mil em Programas de Auxílio Aluguel e 15 mil com Programas de Recuperação de Conjuntos, totalizando outras 110 mil famílias.

Assim, com planejamento e muito trabalho, melhoramos a condição de moradia de 1 milhão e 500 mil paulistanos. Pudemos levar a esses brasileiros de São Paulo saneamento, água, equipamentos sociais, de saúde, educação e cidadania.

 E ainda neste fim de semana, entregando habitações no Real Parque e no Jardim Edith, revejo sempre os conjuntos de Heliópolis e Paraisópolis, entre muitos conjuntos exemplares, e sinto forte a vibração de famílias que agora têm endereço, conforto e local digno para morar. Mas há ainda muitas demandas a atender, muitos sonhos a realizar…

Recordo cenas de outro embate que travamos – e que  o prefeito Haddad vai seguir travando ao lado do Estado e da União: a luta contra o crack… Um combate que atinge cidades, grandes e pequenas do país inteiro.  Fui testemunha das dificuldades de assistentes sociais tentando convencer dependentes-químicos sobre a necessidade de recolhimento, permanência nos abrigos, tratamento… Muitos obstáculos, mas nunca esmorecemos, jamais desistimos.

Lembro ainda do frio de 3, 4 graus de muitas madrugadas nas ruas da cidade, acompanhando, com a vice e secretária do Desenvolvimento Social, minha querida Alda Marco Antonio, o recolhimento de pessoas que tentávamos levar para abrigos. Reunimos esforços e dedicação de várias secretarias, fizemos um trabalho que nos orgulha nessa área. É um trabalho de reinserção social complexo, permanente, mas está trilhado.

Tomo o Expresso Tiradentes, que pusemos pra andar… Relembro dos 2.300 quilômetros de asfalto, os quase 14 mil ônibus novos que rodam pela cidade… e já antevejo, num futuro próximo, os táxis elétricos se multiplicando pelas ruas, pelos 50 novos parques, ao lado das bicicletas, dos nossos quase 2 mil ônibus menos poluentes, ajudando o meio ambiente…

E, até os últimos momentos como prefeito, meus amigos, nos preocupamos com o transporte do paulistano. Ainda agora, sexta-feira, entregamos o terminal de ônibus de Pinheiros, um verdadeiro modal, com intersecção pra trem, metrô, ônibus, estacionamento para carros e bicicletário, tudo no mesmo local. Coisa de primeiro mundo!

Ao entregar agora, há dois dias, no Campo Limpo, Zona Sul, mais 40 novos equipamentos de saúde espalhados pela cidade, lembro que entramos 2004 com 480 e temos hoje 1048 equipamentos. Em Campo Limpo, agora, entregamos além da AMA Especialidade, nove UBSs, um Centro de Reabilitação, dois Centros de Atenção Psicossocial e 27 bases do SAMU. Investimos em saúde bem acima da exigência constitucional.

E Saúde, prefeito Haddad, você sabe: é carência permanente, uma luta diária para suprir e manter…

Não quero me alongar nessas citações, mas permitam-me aqui citar apenas o que fizemos na Educação. Primeiro, multiplicando os Ceus. Acrescentando, melhorando os serviços. Foram 345 novas escolas. Salário dos professores dobrado. O Projeto Inclui, uma beleza! Dois professores em sala de aula, mais 150 mil novas vagas em creches, 94% das escolas já com dois turnos de 5 horas… O ensino profissionalizante entrando firme no espaço das nossas escolas, nos Ceus….

Foi possível investir seis vezes mais do que em 2004, que tinha, claro, um cenário, um contexto diferente. Mas, repito, 1 bilhão  é o orçamento da Educação Infantil de 2012. Digo isso com orgulho!

Grandes obras, convenções, encontros empresariais enormes, eventos culturais, esportivos, marchas, as pessoas se confraternizando nas ruas de uma Cidade Limpa, o nosso Teatro Municipal renovado…

Tenho certeza de que este filme que revejo estará se completando com outras muitas cenas criadas pelo esforço e trabalho da nova equipe que assume agora. Sim, sempre haverá muitas obras, muito a complementar, bastante a fazer.

São Paulo é assim: você resolve um problema aqui, surgem dois logo ali… E isso, contraditoriamente, prefeito Haddad, é fascinante, estimulante. Não haverá monotonia, você já sabe disso.

Fizemos juntos um raio-X, um mapeamento das áreas, de todos os setores administrativos.  Convivemos com harmonia e respeito numa transição leal e transparente, que nos engrandece como administradores.

Saio com minha equipe, saímos todos com a cabeça erguida. Temos consciência de ter feito o possível, e me afasto com o sentimento do dever cumprido. Destaco uma vez mais o enorme esforço, trabalho e dedicação dos meus secretários, colaboradores e servidores.

Agradeço de coração a todos e a cada um pela obra feita, pelos projetos em andamento, pelos planos futuros já expostos, com clareza e transparência.

E é com a mesma transparência e lealdade que faço aqui um alerta ao novo prefeito:

Deixamos 6 bilhões de recursos vinculados, mas a situação financeira da Prefeitura é muito difícil. Extremamente difícil! A dívida com a União é impagável. As prestações, com juros inadequados, passam dos 4 bilhões anuais, prejudicando nossa capacidade de investimento.

Tive a honra de iniciar um processo de renegociação dessa dívida com o governo federal. É preciso concluir essas negociações, e o novo prefeito tem todas as condições para fazer isso com êxito.

E quero esclarecer aqui também, que fiz publicamente este alerta a todos os candidatos a prefeito desta recente eleição. Nosso embate não é de hoje, não é uma revelação de agora.

Esse é um bom combate. Necessário e urgente.

Estaremos próximos, solidários, aliados, e seguiremos juntos, lutando por são Paulo e ajudando o Brasil. No governo ou fora dele, temos a tarefa de defender a democracia, as instituições, preservá-las, aperfeiçoá-las e fortalecê-las.

O país exige isso. E isso exige construir pontes, e não dinamitar oportunidades. Isso exige, repito, a construção de consensos, com coragem e decisão política.

Falo isso não apenas como dirigente do PSD, partido que tem programa, que defende, desde sua criação, bandeiras claras, reformas, e projetos para melhorar o Brasil.

Falo isso como cidadão que quer ver nossa cidade, esta fantástica capital sempre junto com o Brasil, vencendo as dificuldades.

Os nossos desafios aqui, eu diria, são do tamanho da coragem dos paulistanos para enfrentá-los e da nossa capacidade de vencê-los. O prefeito Haddad e sua equipe logo estarão administrando em velocidade de cruzeiro.

Haddad logo também estará perdendo o sono, ou sonhando de noite com as soluções para o dia seguinte. Haddad tem consciência do desafio a enfrentar. Tem autossuficiência, preparo e clareza sobre a luta que já começa agora.

Logo estará entrosado, irmanado com a equipe da presidenta Dilma, unidos numa guerra maior, ajudando o Brasil. E no embate construtivo ao lado do governo do Estado, nas parcerias possíveis, também ajudando São Paulo.

Você, caro prefeito, sentirá o calor, a expectativa de sonhos e a presença forte de quase 12 milhões de paulistanos que também torcem e lutam por uma cidade menos desigual e mais justa, por um país mais fraterno e solidário.

O País avançou nos últimos 20 anos.

São Paulo segue em frente, ao lado, ora como locomotiva, ora como exemplo. Sempre contribuindo, trabalhando para o Brasil avançar mais.

Temos problemas. Sim, temos muitos! Reflexo dos problemas do mundo. Mas temos garra, vontade e um pulsar de vontades vindas de todos os estados. Avançamos com Fernando Henrique, avançamos decididamente com Lula. E o Brasil da presidenta Dilma encara, enfrenta os desafios e avança destemido e determinado.

Nesse esforço nacional nos irmanamos e nos unimos. E unidos seremos fortes para outras vitórias.

Boa sorte, Prefeito Haddad!

Que seu trabalho seja profícuo. Que os resultados da sua gestão tragam mais justiça, mais igualdade, muita paz e felicidade para os paulistanos!

Tenho orgulho de sermos pioneiros no Brasil na transparência administrativa. Lutamos muito, vencemos resistências e fomos até o Supremo conquistar esse direito de expor salários, contratos, licitações e contas públicas. Alegra-me, como cidadão, seguir acompanhando no Portal da Transparência da Prefeitura todas as obras, novas iniciativas e conquistas.” 

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter