São José dos Campos

Óculos e bengalas ‘inteligentes’ ampliam inclusão nas escolas

Gestão do prefeito Anderson Farias (PSD) investiu cerca de R$ 3 milhões em equipamentos para melhorar o aprendizado e a qualidade de vida dos alunos com deficiência visual


03 de agosto de 2022

 

O prefeito Anderson Farias: “Prefeitura investiu mais de R$ 3 milhões em recursos tecnológicos na educação especial e inclusiva”

 

Redação: Scriptum com Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São José dos Campos

 

Reconhecida pelos investimentos no setor tecnológico, a gestão do prefeito de São José dos Campos, Anderson Farias (PSD), entregou 100 óculos “inteligentes”, com câmeras acopladas e saídas de áudio, para alunos com cegueira ou baixa visão da rede municipal de ensino. Os itens permitem a identificação de fisionomias, leitura de livros, placas, cédulas, entre outros materiais, e podem ser levados para casa pelos estudantes da cidade do Vale do Paraíba, no interior do Estado de São Paulo. “A tecnologia transforma o mundo de diversas maneiras. Em São José dos Campos, a prefeitura investiu mais de R$ 3 milhões em recursos tecnológicos na educação especial e inclusiva”, afirma o prefeito.

Além dos óculos, a administração municipal entregou seis bengalas “inteligentes”, equipamentos que possibilitam a conexão à internet e utilizam dados do Google Maps e reconhecimento de vozes para alertar sobre obstáculos no local em que o usuário estiver caminhando. As duas ferramentas tecnológicas têm facilitado ações simples dos alunos com deficiência, como andar pelos corredores até a sala de aula, ir ao refeitório ou parquinho e escolher um lugar para se sentar.

A iniciativa foi elogiada por Rosana Ribeiro dos Santos, mãe do aluno Italo Henrique Jerônimo. O garoto é cego, tem sete anos e cursa o segundo ano do Ensino Fundamental na Emefi Professora Maria Antonieta Ferreira Payar. “Fiquei encantada com os óculos, são uma novidade boa. Quando ele chega em casa com os óculos, já reconhece o meu rosto, o do irmão dele e o da avó. A bengala tem sido ótima também. Tudo isso é importante para meu filho ter mais autonomia”, frisa Rosana.

 

O garoto Ítalo foi beneficiado pela tecnologia: ferramentas tecnológicas têm facilitado ações simples como andar até a sala de aula, ir ao refeitório ou parquinho

 

A professora Kely da Silva Ribeiro também destacou a importância das ferramentas tecnológicas no processo de aprendizagem. “O Ítalo é pura alegria na escola, está cada vez mais autônomo e independente, é acolhido pelos amigos e por todos na escola. Na sala de leitura, com os óculos, ele mesmo escolhe os livros que quer. A tecnologia ajuda o dia a dia do nosso trabalho como professor e contribui para os alunos.”

Mais investimentos

Os estudantes com deficiência visual da rede municipal de ensino aprendem o sistema Braille, método tátil de escrita e leitura, além de poderem usar 225 tablets com jogos pedagógicos. A Prefeitura investiu cerca de R$ 2,4 milhões na implantação de redes Wi-Fi nas salas de aula.
A meta do plano da administração municipal, que era de 839 salas com internet, foi superada. Ao todo, 1.693 salas foram contempladas. As iniciativas fazem parte do programa Educação 5.0.

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter