CORONAVIRUS

Olímpia é destaque entre cidades menos vulneráveis à Covid-19

Município administrado pelo prefeito Fernando Cunha (PSD) ocupa o 9º lugar em ranking nacional do Instituto Votorantim divulgado pela revista Exame


19 de maio de 2020

Olímpia obteve 33,72 na escala do Índice de Vulnerabilidade dos Municípios (IVM), que vai de 0 a 100.

 

Administrada pelo prefeito Fernando Cunha (PSD), Olímpia, no interior paulista, é uma das dez cidades brasileiras menos vulneráveis à Covid-19. A informação foi divulgada pela revista Exame e faz parte de um levantamento realizado pelo Instituto Votorantim, que analisou a situação das 5.570 cidades do País.

O estudo levou em consideração critérios como o número de leitos disponíveis na UTI e de respiradores a cada 100 mil habitantes, além da proporção da população idosa, PIB per capita e a situação fiscal do município. Olímpia, que tem população estimada em 55 mil habitantes, obteve 33,72 na escala do Índice de Vulnerabilidade dos Municípios (IVM), que vai de 0 a 100. Quanto maior a nota, mais vulnerável é a cidade.

O município de Colina, também localizado no interior do Estado de São Paulo, obteve a melhor nota (28,61) e Mojuí dos Campos, no Pará, apresentou o maior índice de vulnerabilidade (75,65). A íntegra do estudo pode ser conferida aqui.

Fernando Cunha disse que o índice positivo é resultado das ações da administração

O prefeito destacou que o resultado é mais uma prova da eficácia das políticas adotadas pela gestão no enfrentamento à Covid-19. “Desde que tivemos os primeiros casos no país, nossa cidade se manteve atenta, acompanhando a situação e planejando as ações. Exemplo disso é que, ao observarmos o crescimento, nos antecipamos, tomando medidas como o fechamento dos empreendimentos e dos estabelecimentos não essenciais, antes mesmo de ser decretado pelo Governo do Estado, para diminuir a circulação de pessoas e incentivar o isolamento. Tivemos 20% de ampliação dos leitos hospitalares e maior capacidade na enfermaria e na UTI para tratamento da Covid. Felizmente, apresentam baixa ocupação”, afirmou Fernando Cunha.

Ele também ressaltou a importância de outras medidas, entre elas a compra de insumos e equipamentos de proteção para os profissionais da saúde e a testagem em massa dos trabalhadores do setor.“Temos feito tudo o que é possível para organizar nosso serviço de saúde e ampliar as medidas de proteção à população. Sabemos que é um momento difícil enfrentado por todo o país, mas esse índice positivo nos traz um fôlego e a esperança de que estamos atuando no rumo certo”, disse o prefeito.

Casos

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Prefeitura de Olímpia nesta terça-feira (19), a cidade tem 31 casos confirmados, incluindo uma morte provocada pela doença. Outros quatro pacientes aguardam os resultados de exames laboratoriais.

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter