gestão

Penápolis quer gratificação de R$ 600 para servidores

Proposta do prefeito Caique Rossi (PSD) tem como objetivo impulsionar as vendas no comércio da cidade neste fim de ano. Iniciativa poderá injetar R$ 1,2 milhão na economia local


21 de novembro de 2022

O prefeito Caíque Rossi também destacou outros avanços conquistados em seu mandato

 

Redação Scriptum com Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Penápolis

 

Para aquecer as vendas no comércio de Penápolis neste fim de ano, o prefeito Caique Rossi (PSD) quer conceder uma gratificação de R$ 600 aos funcionários públicos do município do interior do Estado de São Paulo, com população estimada pelo IBGE em 64 mil habitantes. O anúncio da proposta ocorreu em live realizada na quinta-feira (17), com a participação de secretários municipais e vereadores da cidade. “Essa é mais uma demonstração do respeito e do carinho pelos servidores públicos. Quando começamos os trabalhos na prefeitura, solicitei um período de um ano e meio para poder reorganizar a casa, para sair das condições muito adversas que enfrentávamos. Além da pandemia de covid, tínhamos problemas financeiros e falta de servidores”, destacou o prefeito.

O projeto de lei que estabelece o benefício já foi enviado para votação na Câmara Municipal. Caso seja aprovada pelos vereadores, a gratificação vai injetar cerca de R$ 1,2 milhão na economia local e será concedida em parcela única no Cartão Alimentação. Além dos servidores da Prefeitura, serão contemplados os funcionários do Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis (Daerp), da Empresa Municipal de Urbanização de Penápolis (Emurpe), além dos funcionários da Santa Casa de Misericórdia.

Durante a live, o prefeito aproveitou para destacar outros avanços conquistados em seu mandato.“Temos evoluído em todos os setores. Conseguimos resgatar a geração de empregos na cidade, demonstrando o importante papel das políticas públicas implantadas na nossa gestão. Mudamos a vida de muitas pessoas através de ações inovadoras como o projeto SOL, com a maior distribuição de renda já feita na história de Penápolis. Foram cerca de R$ 200 mil que colocamos todos os meses no comércio e nas mãos dessas famílias”, disse Rossi.

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter