educação

Police Neto participa do lançamento da Bancada da Educação

Vereador foi o primeiro da capital a participar da criação do grupo e tem auxiliado na estruturação do movimento suprapartidário, que tem adesão de professores, pais, estudantes e diversos segmentos da sociedade


09 de agosto de 2019

O vereador José Police Neto na Câmara Municipal

 

Iniciativa cívica de acompanhamento de legislaturas e suporte para novas candidaturas que tenham a educação como foco, o movimento Bancada da Educação será lançado oficialmente, no próximo dia 23 de agosto, na Câmara Municipal de São Paulo. José Police Neto foi o primeiro vereador da capital a participar da criação do grupo e tem auxiliado desde o ano passado na estruturação do movimento, que é suprapartidário e tem adesão de professores, pais, estudantes e diversos segmentos da sociedade.

A bancada quer colocar a educação como centro estratégico da nação e tem abrangência nacional. Uma das principais bandeiras do movimento cívico é atuar no Legislativo, apoiando candidatos e projetos em todos os níveis da federação que tenham como interesse promover uma estrutura legal baseada na educação como agente transformador da sociedade, capaz de promover justiça social, pluralidade de ideias e o desenvolvimento sustentável. As primeiras ações efetivas da Bancada visam o apoio e a eleição de vereadores que tenham a pauta de educação e a discussão sobre o novo FUNDEB como centro.

“A Bancada da Educação tem um grande diferencial em relação a movimentos de determinadas categorias, como a chamada Bancada da Bala ou a Bancada Ruralista”, diz o vereador Police Neto. “Ela traz a sociedade para participar ativamente da produção de políticas públicas essenciais e não se restringe à determinação de como votar um projeto de lei. Nunca seremos capazes de construir uma sociedade mais justa se não priorizarmos a educação.” O evento de estreia da Bancada, com inscrições gratuitas, reunirá especialistas, educadores e políticos de diversos partidos para debater a partir de três perguntas centrais:

É possível colocar a educação como centro de nosso projeto de nação?

Como isso se expressa nas cidades?

Como esse projeto se insere em um mundo complexo e globalizado?

Essas perguntas serão respondidas em quatro rodas de conversas realizadas ao longo do dia 23, mediadas por entrevistadores especialmente escolhidos para dar dinâmica e possibilidade de expressão de todos os participantes da roda, bem como abertura para interlocução com a plateia. Entre os destaques estão os fundadores do movimento, Miguel Thompson, do Instituto Singularidades, e Gilda Portugal Gouvêa. O vereador Police participa da primeira mesa do dia, com o tema “Redes e Território: a comunidade em uma cidade educadora”. Confira a programação completa e inscreva-se no site oficial do movimento. Os debates ocorrem das 9 horas às 17 horas, no auditório Prestes Maia da Câmara Municipal (Viaduto Jacareí, 100, 1o. andar)

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter