Pré-candidato do PSD destaca avanços na zona Norte da Capital

Vereador Andrea Matarazzo, em entrevista ao jornal Semanário da Zona Norte, fala sobre sua experiência na prefeitura paulistana durante a gestão Serra/Kassab


09 de maio de 2016

25866988670_9e621d6e60_z

Vereador Andrea Matarazzo fala sobre sua experiência na prefeitura paulistana.

 

A gestão José Serra/Gilberto Kassab revolucionou a forma de administrar a cidade de São Paulo. Foi uma gestão que inovou no sentido de dar continuidade aos projetos que foram considerados bons na gestão anterior, como é o caso dos CEUs. A opinião é do pré-candidato do PSD à Prefeitura de São Paulo, vereador Andrea Matarazzo, e foi manifestada em entrevista ao jornal Semanário da Zona Norte, publicada na sexta-feira (6) passada. Em conversa com o diretor do jornal, João Carlos Dias, Matarazzo também abordou importantes aspectos relativos à Zona Norte de São Paulo.

O vereador mostrou a visão geral que tem das últimas administrações da cidade de São Paulo, em particular comparado a da gestão Serra Kassab à do prefeito Fernando Haddad. “Acredito que a gestão Serra/Kassab revolucionou a forma de administrar a cidade de São Paulo. Infelizmente, isso não ficou muito marcado em função principalmente do último ano de gestão, mas foi uma gestão que, por exemplo, inovou no sentido de dar continuidade aos projetos que foram considerados bons na gestão anterior, como é o caso dos CEUs. A gestão da perfeita Marta fez 21 CEUs e a gestão Serra/Kassab construiu 24 CEUs, reformulando um pouco o conceito do prédio, racionando a utilização do equipamento, mas manteve o seu nome original. Isso, ao meu ver é bom, pois devemos oferecer coisas boas para a sociedade”, afirmou.

Ele lembrou ainda que a gestão Serra/Kassab fez a implantação e o conceito das AMAs, criando 135 unidades de saúde, que reformou todas escolas de São Paulo, acabando com as escolas de lata e construiu novas 354 unidades de educação. “Eu estava na Prefeitura nos primeiros quatro anos desta gestão, quando fizemos mais de três mil quilômetros de recapeamentos. A cidade de São Paulo, em pleno século 21, tinha em muitos bairros como prioridade a pavimentação. Nesse período, pavimentamos cerca de 1.600 novas ruas, muitas delas na Zona Norte, principalmente na região da Brasilândia e do Jaçanã, em bairros como Jardim Fontalis e Jardim Flor de Maio”, contou.

Também contou que, entre 2005 e 2012, foram implantados na cidade mais de cem parques. “E a atual gestão do prefeito Haddad cedeu duas áreas destinadas a parques para o mercado imobiliário e uma outra para invasão de sem tetos. Na gestão Serra Kassab foram reformadas todas as UBS, foram contratados mais de seis mil médicos, enfim, foi colocado um segundo professor na sala de aula, fizemos um grande programa de habitação, principalmente com a urbanização de favelas, na Zona Norte, na Zona Leste e na Zona Sul. Assim sendo esta foi uma gestão que inovou no sentido de dar prioridades, principalmente ás periferias e de conseguir executar obras. Na atual gestão Haddad, percebemos que forma feitas muitas promessas, talvez em função da inexperiência do prefeito com relação à cidade e à administração pública, e as mesmas não foram concretizadas. Vemos que muito do que se prometeu não foi concluído e faltam apenas pouco mais de seis meses para terminar a atual gestão. Vemos, portanto, que ela pecou, primeiramente pela inexperiência, por não ter equipes para implantação de seus projetos e por não sabe definir prioridades em uma cidade como São Paulo”.

Veja aqui a íntegra da entrevista

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter