ASSISTÊNCIA SOCIAL

Moradores de rua têm atendimento reforçado em SP

Gestões do partido querem evitar que pessoas nessa situação fiquem ainda mais vulneráveis durante o combate ao novo coronavírus


25 de março de 2020

 

Local de acolhimento em Itupeva

 

Para evitar que pessoas em situação de rua fiquem ainda mais vulneráveis à Covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus, prefeituras do PSD no Estado de São Paulo intensificaram as medidas de proteção social. Em Itupeva, município de 59 mil habitantes do interior paulista, a gestão do prefeito Marcão Marchi oferece atendimento clínico a moradores de rua por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS). A iniciativa é realizada em parceria com a Secretaria de Saúde e a Guarda Civil Municipal.

Além disso, a Prefeitura reservou um local temporário para o acolhimento no período de quarentena, com espaço para higiene pessoal, alimentação e controle diário de possíveis sintomas do coronavírus. Caso seja necessário, os eventuais infectados serão encaminhados para unidade hospitalar.

Uma das medidas adotadas em Ubatuba, cidade do litoral Norte paulista administrada pelo prefeito Délcio Sato, foi o lançamento de uma campanha de arrecadação de alimentos não perecíveis e produtos de higiene. Caixas para coleta estão sendo colocadas em locais como supermercados e o Ginásio de Esportes Benedito Pinho Filho, o Tubão, localizado na região central.

As doações também serão destinadas aos inscritos no Cadastro Único, trabalhadores informais de baixa renda e entidades sociais.“Há muitas pessoas se manifestando e ajudando. Quero agradecer muito aos empresários, igrejas, enfim, todos os que estão empenhados em nos ajudar. Muitas pessoas não têm condições de levar um alimento pra casa e nós vamos dar esse suporte”, destacou o prefeito em vídeo publicado nesta terça-feira (24) em suas redes sociais.

A Prefeitura de Ubatuba intensificou a abordagem às pessoas em situação de rua. Equipes da Secretaria de Assistência Social fazem o encaminhamento para a Casa de Passagem, onde os necessitados podem se alimentar e cuidar da higiene pessoal.

De acordo com a Secretaria, há cerca de 70 pessoas em situação de rua no município, que tem população estimada em 90 mil habitantes. Para reforçar o atendimento, além da Casa da Passagem, que funciona 24 horas por dia, a Prefeitura disponibilizou oito salas na Escola Municipal Padre Anchieta, no bairro Silop, com capacidade para acolher até 40 pessoas.

Do total de 25 atendidos, cinco manifestaram a intenção de retornar aos municípios de origem. Por conta disso, o Centro de Referência Especializado em Assistência Social já entrou em contato com as famílias para garantir que possam passar o período de quarentena ao lado dos parentes.

 

O prefeito João Dado participa de campanha de recolhimento de roupas em escola municipal

 

Votuporanga

Em Votuporanga, município de cerca de 94 mil habitantes do interior paulista, a gestão do prefeito João Dado promoveu abordagens a moradores de rua no último fim de semana, com o objetivo de oferecer alimento e abrigo temporário. A ação contou com o apoio da Polícia Militar e percorreu diversos pontos da cidade, entre eles as praças Santa Luzia, São Bento e Nossa Senhora Aparecida.

Do total de 15 moradores de rua abordados pela equipe da Prefeitura, dois não residiam na cidade e receberam passagens para retornar aos municípios de origem. Um foi internado para tratamento contra o alcoolismo.

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter