ação

PSD Mulher orienta candidatas sobre mídias sociais

Aulas ministradas pela jornalista Juliana Zorzato abordaram temas como a importância das redes sociais nas eleições, fake news e estratégias para a campanha


01 de outubro de 2020

 

Juliana Zorzato (no alto, à esq): curso é essencial para quem quer construir, consolidar e ampliar presença digital

 

Em mais um investimento na qualificação das lideranças que vão disputar as eleições de novembro próximo, o PSD Mulher do Estado de São Paulo promoveu o curso online O Seu Voto na Internet, que abordou a importância das mídias sociais no cenário político. Organizado pela coordenadora do núcleo feminino do partido, Alda Marco Antonio, o curso foi oferecido ao longo do mês de setembro para candidatas de todo o Estado. “O curso reflete o desejo do PSD Mulher de ter candidatas mais preparadas para o embate eleitoral e com segurança para falar com o eleitor, discorrer sobre suas bandeiras de luta e lidar com as mídias sociais”, afirmou Alda.

Ao todo, foram dez aulas ministradas pela jornalista Juliana Zorzato, que abordou temas como as características de cada rede social; a importância que elas tiveram nas eleições nos últimos 12 anos, desde a eleição do ex-presidente norte-americano Barack Obama; a definição de um público-alvo; os conteúdos adequados para publicações na campanha; as fake news; e as particularidades das eleições municipais de 2020, ano marcado pela pandemia de covid-19. “Com a pandemia, a estrutura da campanha na rua ficou restrita, especialmente na pré-campanha, o que possibilitou a presença mais efetiva das mulheres na rede. Mas se o trabalho não for bem-feito, se você não atingir o seu alvo, as redes sociais acabam se tornando uma dor de cabeça para a candidata. Por isso, O Seu Voto na Internet é essencial para quem quer construir, consolidar e ampliar a sua presença digital, estabelecer uma relação de proximidade com o eleitor e ganhar o seu voto de confiança”, define Juliana.

A jornalista destacou, ainda, que as candidatas precisam expressar suas propostas de maneira clara para o eleitorado, realizar um planejamento adequado do conteúdo que será divulgado e analisar o engajamento do público. “A candidata deve saber quem são os seus apoiadores-chave, quem pode ser multiplicador da sua mensagem, ter uma boa rede de contatos e, principalmente, preparar um conteúdo bom, objetivo e assertivo, que fale a linguagem do seu eleitor. Abrir o diálogo com o público pelas redes é fundamental para entender o eleitor e o panorama municipal. Saber ouvir as críticas, ter paciência para responder com respeito e agradecer todos os elogios é fundamental”, frisa Juliana.

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter