eleições 2020

Sandro Bussola: ‘Quero fazer Bauru voltar a sorrir’

Candidato a prefeito do PSD pretende investir em projetos tecnológicos para a geração de empregos, melhorar a qualidade de vida nas periferias, além de garantir a eficiência na prestação dos serviços públicos de saúde e educação


01 de outubro de 2020

Sandro Bussola e Thyago Cezar: “Quero ser o prefeito que pegou uma cidade parada no tempo e a levou para o futuro”

 

A melhoria da qualidade de vida nas periferias, o estímulo aos projetos tecnológicos e a eficiência nas redes públicas de saúde e educação de Bauru, o mais populoso município da região Centro-Oeste do Estado de São Paulo, com cerca de 379 mil habitantes. Essas são algumas das bandeiras políticas defendidas pelo candidato a prefeito Sandro Bussola (PSD), que tem como vice na chapa majoritária o advogado Thyago Cezar, também filiado ao partido.

“Quero ser o prefeito que fez Bauru voltar a sorrir. Não aguento mais ver essa cidade triste, sem emprego, sem saúde, sem educação. Quero ser o prefeito que pegou uma cidade parada no tempo e a levou para o futuro”, definiu o candidato.

Em entrevista ao site do PSD, ele também falou sobre suas propostas para impulsionar a economia do município, a parceria com Thiago Cezar, a identificação com os valores do partido, entre outros temas. “Nós queremos fazer política para ajudar Bauru a crescer e quem quiser nos ajudar será muito bem-vindo, mas sempre com a população à frente, pois quem de fato deve governar é o povo”, afirmou Bussola.

Confira a entrevista abaixo:

Como o senhor avalia a situação da cidade hoje? Caso seja eleito, quais serão as suas prioridades?

Hoje a cidade está abandonada na questão da gestão. Infelizmente, há muitos bauruenses esperando por vagas para consultas médicas, exames básicos de saúde e, com a pandemia, a situação da saúde apenas foi agravada, mas já não estava boa. Muitas promessas foram feitas, mas pouco foi cumprido. Ainda sofremos com a falta de água, com a falta de empregos. Nos últimos anos tivemos indústrias indo embora de Bauru por falta de incentivo e falta de licenças ambientais. Agora, com a pandemia, o caso agravou, mas há tempos que Bauru está perdendo. Precisamos olhar para o futuro. Na área de empregos, queremos uma Bauru do futuro, pensando na área tecnológica, com um centro de startups juntando os empreendedores e os estudantes para pensarem na cidade.

Na saúde, vamos agilizar os procedimentos para que todos sejam atendidos e não fiquem esperando, muitas vezes, anos na fila. Vamos criar o Hospital Municipal para atender todos os procedimentos eletivos, exceto os de alta complexidade. Também vamos criar o ambulatório municipal e o Cartão pela Vida, que vai informatizar todos os procedimentos e atendimentos dos pacientes do SUS de Bauru.

Quais são os bairros que não receberam a devida atenção da atual gestão que o senhor pretende valorizar?

Todos os bairros da periferia de Bauru. Desde a Quinta da Bela Olinda, o Pousada da Esperança, o Núcleo Geisel. Nós temos bairros em Bauru que ainda não têm saneamento básico, não têm asfalto, a água não chega. Alguns não têm uma UPA e os moradores precisam pegar dois ônibus para ter atendimento médico ou pegar remédio na farmácia municipal. Na minha última gestão como presidente da Câmara, economizei R$ 2,3 milhões, que foram empenhados na construção da Unidade Básica de Saúde no Nova Esperança, um bairro da região Noroeste da cidade que apresenta indicadores preocupantes de mortalidade infantil e mortalidade materna. A obra deve terminar ainda este ano e vai atender o bairro Nova Esperança, Três Américas 1 e 2, Bauru XVI e Andorfato. São ações como essas que precisam ser feitas em todos os bairros.

Na área da educação, quais são seus principais projetos?

O próximo ano será de muitos desafios depois desse tempo de pandemia. Muitos pais perderam o emprego ou tiveram diminuição de renda e isso fez com que as crianças e adolescentes precisassem ser transferidos para escolas públicas e o déficit, que já existia, ficou ainda maior. Então, precisamos acabar com esse déficit criando vagas, implementando o tempo integral, dando condições para que todas as crianças e adolescentes tenham acesso à educação. Além disso, vamos criar o Programa Merenda Certa, que vai ampliar e reforçar a alimentação dos alunos, garantindo três refeições por período escolar. A gente sabe que muitas crianças dependem dessa alimentação, então precisamos dar mais atenção.

Quais são suas principais propostas para a área da saúde?

Na área da saúde, nós vamos criar o Hospital Municipal para atender todos os tipos de procedimento eletivo, exceto os de alta complexidade. Assim podemos agilizar o atendimento de quem precisa de procedimentos mais simples, mas acaba entrando na mesma fila de todos os outros. Isso acaba desafogando a fila de quem espera por cirurgias mais complexas nos hospitais especializados que hoje atendem a toda essa demanda. Também vamos criar o Cartão pela Vida, que vai informatizar e integrar todos os atendimentos na rede pública, facilitando o acesso ao histórico médico do paciente e tornando o atendimento mais eficaz.

 

Sandro e Thyago em visita ao Parque Primavera

 

Como pretende impulsionar a economia local, abalada pela pandemia de covid-19, sem diminuir os cuidados com as medidas sanitárias e o combate à doença no município?

A pandemia ainda não acabou, por isso precisamos dar muita atenção à saúde. Em Bauru, pelo menos uma morte é registrada por dia. É preciso ter o respaldo hospitalar para poder abrir o comércio, bares e outros. Por isso, é na saúde que precisamos pensar primeiro. Mas, ainda assim, há outras formas de incentivar a economia local: através da venda pela internet; do aumento dos horários de atendimento do comércio; do incentivo e da ajuda aos comerciantes com testagem em massa para que funcionários e clientes tenham maior segurança; e com a implementação de medidas públicas que assegurem a saúde, mas permitam o desenvolvimento do comércio, ou seja, é cuidar e crescer.

O senhor tem projetos para estimular o empreendedorismo?

O empreendedorismo precisa ser sempre estimulado. Nós queremos ver uma Bauru do futuro, por isso vamos criar o centro de startups Bauru do Futuro para incentivar a criação de projetos tecnológicos, criando um espaço para quem queira empreender e ainda juntar ideias com os estudantes das universidades de Bauru, para que todos possam pensar em uma Bauru melhor, com mais tecnologia, mais empregos, mais interação.

Quais são os valores defendidos pelo PSD que o senhor pretende fortalecer em uma eventual gestão?

Um dos valores do PSD é o exercício da política responsável, transparente, sem conluios, conchavos ou sombras. E é com isso que eu me comprometo. Por isso, eu e o candidato a vice-prefeito, Thyago Cezar (também filiado ao PSD), vamos governar para a população e não fazendo conluios como alguns partidos que estão se juntando e já distribuindo cargos. Assim como seguimos o valor de não fazer oposição pela oposição. Nós queremos fazer política para ajudar Bauru a crescer e quem quiser nos ajudar será muito bem-vindo, mas sempre com a população à frente, pois quem de fato deve governar é o povo.

Quantos candidatos a vereador o partido lançou na cidade? Há uma estimativa interna de quantos o PSD deve eleger no município?

Estamos lançando 23 candidatos a vereador pelo PSD. Temos a expectativa e desejo de eleger ao menos dois candidatos.

Como pretende se relacionar com o Legislativo?

Nossa relação deve ser a mais harmoniosa e cooperativa possível. É imprescindível a participação do Legislativo na gestão municipal e Bauru é conhecida por ter em seu Legislativo pessoas responsáveis e comprometidas com a cidade, o que certamente se repetirá neste pleito de 2020. Logo, queremos uma Câmara forte, para um governo integrado e responsável, com o objetivo de fazer Bauru voltar a sorrir.

 

Os dois candidatos denunciam o descaso da administração com o Cemitério Cristo Rei.

 

Como foi a escolha do candidato a vice na chapa? Quais são as virtudes políticas, pessoais e profissionais do seu companheiro de chapa que o senhor destacaria?

O Thyago não foi apenas uma escolha, foi o designo do próprio Deus. Ele é um jovem negro, advogado, professor, inteligente, com garra, que entende os problemas da cidade e quer o melhor para Bauru, assim como eu. Ele chegou para somar, para complementar e trabalhar junto. Ele tem uma história linda de vida, de alguém que, quando nasceu, tinha a anomalia conhecida como lábio leporino, a pessoa tem uma fissura no lábio. E quando muitos diziam que ele não poderia sequer sorrir, ele é a prova viva de que sim, é possível lutar e voltar a sorrir. Hoje ele está ao meu lado lutando por Bauru, para que todos os bauruenses tenham um sorriso no rosto. Posso dizer que ele é incansável e está disposto a trabalhar por Bauru.

Caso vença a eleição, como pretende ser lembrado pela população ao final do mandato?

Quero ser o prefeito que fez Bauru voltar a sorrir. Não aguento mais ver essa cidade triste, sem emprego, sem saúde, sem educação. Quero ser o prefeito que pegou uma cidade parada no tempo e a levou para o futuro.

RAIO-X

Nome completo: Sandro Bussola

Idade: 45 anos

Formação acadêmica: Jornalista, técnico em sistema de informática e cursando Gestão Pública.

Estado civil: Casado com Ariane Ribeiro Bussola.

Filhos: Rafaela Ribeiro Bussola, de 8 anos, e Maria Luiza Ribeiro Bussola, de oito meses.

Mandatos que já exerceu: Dois mandatos como vereador, de 2012 a 2015, e o atual (2016-2020). Dois mandatos como presidente da Câmara Municipal (2012/2013 e 2016/2017).

Ídolo na política: Meu único ídolo é Deus.

Frase que o inspira: “Enquanto há vida, há esperança.” (Eclesiastes 9:4).

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter