Segundo vereador mais jovem do Brasil é do PSD. Tem só 19 anos e muitas ideias

Douglas do Alambique – como é conhecido pelo eleitorado – é um dos 13 vereadores da Câmara Municipal de Serrana, na região de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.


08 de outubro de 2013

Douglas é diplomado vereador: o segundo mais jovem do Brasil.

Douglas tinha só 10 anos quando colocou na cabeça que queria ser político. Era só alguém perguntar para ele o que seria quando crescesse, que a resposta estava na ponta da língua. Bastaram menos de nove anos para realizar o desejo. Hoje, aos 19 anos de idade, Douglas Aguiar de Carvalho – o Douglas do Alambique, como é conhecido pelo eleitorado –  é um dos 13 vereadores da Câmara Municipal de Serrana, na região de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Mais que isso: é o segundo mais jovem do Brasil, de um total de 56.810 vereadores espalhados por 5.570 municípios.

Douglas entrou na campanha, no ano passado, embalado pela popularidade conquistada nos tempos em que trabalhou na casa noturna de propriedade dos tios, a Alambique Music Bar, onde também ganhou o apelido que usaria para conquistar votos. Propôs mudança, transparência, mais fiscalização nas contas públicas e projetos que beneficiassem a comunidade. Oferecia a energia da sua juventude e atitude. “Queria mostrar que a cidade precisava de gente com interesse em colocar em prática coisas novas”, conta ele.

Chegou à Câmara Municipal cheio de planos e vontade. Em menos de nove meses de mandato já teve um projeto de lei aprovado e transformado em lei: o que permite a idosos o agendamento de consultas médicas por telefone. Outra de suas ideias foi adotada pelo prefeito Tonhão Candoca, também do PSD: a instalação de uma farmácia 24 horas dentro da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município.

E Douglas do Alambique não para. Já apresentou ao prefeito uma indicação de projeto de lei para a criação de um cursinho municipal, público, preparatório para o vestibular. Apesar do trabalho intenso, Douglas do Alambique reclama porque queria mais: “Atuação de vereador é limitada, não tem o poder de obrigar”, diz

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter