Tietê assina convênio para eliminar áreas contaminadas

Com recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro), o prefeito Manoel David (foto) poderá recuperar quatro áreas usadas para depósito de resíduos.


11 de maio de 2015

A Prefeitura de Tietê assinou convênio no valor de R$ 394.819,21 com o Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro). Com os recursos obtidos, a cidade administrada pelo prefeito Manoel David (PSD) poderá recuperar quatro áreas usadas em gestões passadas para o depósito de resíduos.

Segundo Coralie Pasquali, diretora de Meio Ambiente da Secretaria de Meio Ambiente, Agricultura e Desenvolvimento Sustentável (Semades), esse processo terá algumas etapas como avaliação preliminar, investigação confirmatória da contaminação e elaboração de um plano de recuperação de tais áreas. “Este tipo de ação é muito importante para que possamos eliminar do município possíveis focos de contaminação do lençol freático e, consequentemente, cuidar do meio ambiente e do recurso essencial para a vida, que é a água”, comenta.

Além disso, com a eliminação das áreas contaminadas, Tietê ganhará pontos no ranking do Programa Município Verde Azul (PMVA), uma condicionante para que o município tenha vantagens em demais convênios que podem beneficiar várias esferas da administração municipal.

O convênio com a Fehidro financiado pelo Banco do Brasil foi assinado no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. Além de Tietê, mais cidades paulistas pertencentes ao Comitê de Bacias Hidrográficas do Rio Sorocaba e Médio Tietê (CBHSMT) assinaram o convênio.

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter