ELEIÇÕES 2022

TRE-SP quer estimular reciclagem de materiais de campanha

Tribunal pediu a partidos que destinem as sobras de papéis, lonas e plásticos para cooperativas ou associações de catadores de recicláveis


31 de agosto de 2022

O corregedor regional eleitoral Silmar Fernandes: materiais devem ser enviados, preferencialmente, para cooperativas ou associações de catadores

 

Redação Scriptum

 

Para promover a destinação adequada dos resíduos de propagandas dos candidatos, o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) iniciou a campanha Eleições Sustentáveis 2022. Em ofício encaminhado a todos os partidos, o corregedor regional eleitoral, Silmar Fernandes, pediu que as agremiações destinem as sobras de papéis, plásticos e lonas para reciclagem. Os materiais devem ser enviados, preferencialmente, para cooperativas ou associações de catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis.

Após o período eleitoral, os partidos devem consultar cada um dos seus candidatos, diretórios e comitês para levantar o quantitativo da propaganda eleitoral encaminhada para a reciclagem. O resultado final da sigla deve ser enviado à Seção de Gestão da Sustentabilidade, do TRE-SP, que fará a mensuração de todas as agremiações e encaminhará os resultados para divulgação.

Ainda segundo o documento, “os materiais de propaganda instalados de maneira irregular nas vias públicas e recolhidos pela Justiça Eleitoral serão destinados à reciclagem, desde que não sejam necessários para prova em algum processo judicial, caso não manifestem os interessados desejo em reavê-los, em 10 dias após o período de campanha eleitoral”.

Os candidatos do PSD devem informar ao Diretório Estadual, até o dia 14 de outubro, pelo e-mail eleicoessustentaveis2022@psd-sp.org.br a respeito da destinação do material.

Confira abaixo as cooperativas, associações e empresas de reciclagem:

 

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter