saúde

Tupã suspende obrigatoriedade de máscaras em locais fechados

Avanço da vacinação e queda no número de casos de covid-19 motivaram a medida adotada pelo prefeito Caio Aoqui (PSD)


22 de junho de 2022

O prefeito Caio Aoqui

 

Redação Scriptum com Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Tupã

 

Em Tupã, município de 65 mil habitantes do interior do Estado de São Paulo, o prefeito Caio Aoqui (PSD) revogou nesta terça-feira (21) a obrigatoriedade da utilização de máscaras em ambientes fechados, estabelecida pelo decreto municipal 9.545/2022. O uso do item continua sendo obrigatório em locais destinados à prestação de serviços de saúde e no transporte público.

A iniciativa do prefeito foi baseada em orientações do Comitê de Combate ao Coronavírus, que levou em consideração a queda no número de casos e de quadros graves de covid-19. De acordo com a administração municipal, no dia 27 de maio, 150 moradores testaram positivo para a doença. No boletim divulgado nesta terça-feira, o total de novos casos caiu para 44.

Em texto divulgado no site da prefeitura, a Secretaria Municipal de Saúde ressalta que “a população estará cada vez mais segura se houver continuidade no reforço imunológico e participação massiva nas novas etapas de vacinação”. Ainda segundo a secretaria, Tupã registrou 19.070 casos desde o início da pandemia. Desse total, 299 pacientes morreram em função da doença. Outros 258 aguardam o resultado de exames laboratoriais.

A Unidade Covid continua atendendo pacientes sintomáticos, de segunda-feira a sexta, das 7h às 19h. Além do atendimento de enfermagem, os profissionais que trabalham na unidade realizam testes rápidos para a detecção da doença.

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter