saúde

Ubatuba pede apoio de entidades para evitar aglomerações

Em reunião com representantes de instituições da cidade, o prefeito Délcio Sato (PSD) debateu ações de combate ao novo coronavírus, como abordagens e orientações aos motoristas nas três entradas do município


17 de março de 2020

 

O prefeito Décio Sato se reuniu com entidades. “Estamos trabalhando com precaução para que a cidade seja preservada”

 

Para discutir a­ções que minimizem o impacto do novo coronavírus em Ubatuba — município de cerca de 90 mil habitantes do litoral Norte paulista — o prefeito Délcio Sato (PSD) reuniu-se nesta segunda-feira (16) com secretários municipais, representantes de entidades de classe, instituições e órgãos ligados ao comércio. Até esta terça-feira (17), a cidade registrava 15 casos suspeitos.

A reunião contou com membros do Convention Bureau de Ubatuba, do Aquário Municipal, Conselho de Segurança, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Sindicato de Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares, entre outros representantes. Os participantes também decidiram solicitar o apoio de órgãos federais e estaduais, como a Polícia Rodoviária, para que colaborem em ações de conscientização e na implantação das “barreiras sanitárias” que serão instaladas nas três entradas do município.

A ação será executada por equipes da Vigilância em Saúde, da Guarda Civil Municipal e da Companhia Municipal de Turismo (Comtur), que irão abordar e orientar os motoristas. Questionado sobre a possibilidade de fechar as entradas da cidade, o prefeito explicou que esse tipo de medida não é de sua competência e lembrou que a Constituição Federal garante aos cidadãos o direito de ir e vir.

“Estamos trabalhando com precaução para que a cidade seja preservada. Não vamos impedir ninguém de vir a Ubatuba, mas vamos aconselhar para que tenham o maior cuidado possível e também, neste momento, não venham só por motivo de turismo e para aglomerações como praias, por exemplo. É o contato que aumenta as possibilidades de disseminação do vírus”, destacou Sato.

A Comtur informou que está suspensa a emissão de guias de entrada de veículos de turismo na cidade, como vans, micro-ônibus e ônibus, até o dia 31 de março. “As guias já emitidas poderão ser utilizadas, mas não emitiremos novas até a data, visando a evitar aglomerações na cidade. O sistema do site que viabiliza o recurso está fora do ar e, caso algum veículo seja pego sem as guias, serão aplicadas multas”, reforçou o presidente da Comtur, José Americano.

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter