HABITAÇÃO

Limeira construirá 1.400 moradias populares

Prefeito Mario Botion (PSD) já definiu as áreas que serão destinadas à construção de unidades habitacionais para famílias de baixa renda


12 de setembro de 2018

 

“A entrega das unidades atenderá o regramento previsto pelas legislações municipal, estadual e federal”, garantiu o prefeito Mario Botion.

 

Em Limeira, município de 300 mil habitantes do interior paulista, a gestão do prefeito Mario Botion (PSD) definiu duas áreas próximas aos bairros Geada e Lagoa Nova para a construção de cerca de 1.400 moradias. O projeto habitacional beneficiará famílias com renda de até três salários mínimos e a Prefeitura pretende financiar a construção com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), administrado pela Caixa Econômica Federal.

O próximo passo será o levantamento topográfico e a elaboração de estudos que estabelecerão o número de unidades habitacionais que cada área comportará. O prefeito estima que as moradias serão entregues em dois ou três anos. “A entrega das unidades atenderá o regramento previsto pelas legislações municipal, estadual e federal”, garantiu Botion em evento recente promovido para o anúncio do projeto.

Outra questão tratada durante o evento foi a flexibilização necessária para que os mutuários possam regularizar contratos já existentes de programas habitacionais promovidos pelo município. Botion informou que enviará um projeto de lei à Câmara Municipal para beneficiar moradores que não possuem a documentação de posse do imóvel ou que venderam os imóveis e não oficializaram a transferência.

A administração também pretende reaver entre 80 e 100 lotes nos bairros Geada e Jardim Residencial Antônio Simonetti, onde há proprietários que estão inadimplentes e não construíram os imóveis. Os lotes serão posteriormente destinados aos inscritos no cadastro habitacional da Prefeitura.

 Comente!



*

multimídia Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter