GESTÃO

Cajamar prioriza investimentos no setor educacional

Prefeito Danilo Joan (PSD) considera a educação como "carro-chefe" do seu governo e investe na reforma de unidades de ensino, novos uniformes para os estudantes e melhorias no cardápio escolar


09 de setembro de 2019

 

Cerca de 14 mil alunos da rede municipal receberam uniformes escolares

 

Em cerca de cinco meses de gestão, o prefeito de Cajamar, Danilo Joan (PSD), já realizou uma série de investimentos no setor educacional do município de 76 mil habitantes da Grande São Paulo. Entre as principais medidas adotadas pela administração, por meio do projeto Identidade Cajamar, destacam-se a inédita entrega de uniformes para os 14 mil alunos da rede municipal de ensino, a reestruturação do cardápio oferecido aos estudantes e o programa de reforma e padronização das 33 escolas da cidade.

“A educação é nosso carro-chefe. Investimos pesado nessa área, distribuindo pela primeira vez o kit com o uniforme escolar e a mochila para todos os alunos. Estamos reformando escolas municipais e implantando um novo projeto educacional que trará uma identidade para a educação de nosso município”, destacou o prefeito.

As reformas das escolas fazem parte do projeto Colégio do Futuro, iniciado na EMEB Vera Lúcia Millena, no bairro Paraíso. Na unidade estão sendo realizados serviços como pintura, instalações elétricas e hidráulicas, troca do piso e construção de novos acessos com sinalização. A escola também receberá móveis, câmeras de segurança e alarmes.

Para tornar a dieta dos estudantes mais nutritiva, as escolas passaram a priorizar produtos orgânicos e incluir nas receitas alimentos como brócolis, couve-flor, kiwi, feijão e temperos produzidos com alho e pimentão. A Prefeitura também realizará ações de incentivo à alimentação saudável e deve promover uma avaliação alimentar dos alunos. A rede municipal serve, mensalmente, cerca de 21 mil refeições.

Votação suplementar

Eleito em votação suplementar realizada no dia 17 de março, Danilo foi empossado no dia 25 de abril e exercerá o cargo até 31 de dezembro de 2020. A votação fora de época foi convocada por conta de uma crise política que levou o município a 13 trocas de prefeitos nos últimos seis anos.

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter