GESTÃO

Prefeito de Louveira investiga obras paralisadas

Estanislau Steck (PSD) criou comissão para identificar as causas e os responsáveis pela paralisação de obras como o Teatro Municipal e a ampliação da Santa Casa


11 de janeiro de 2021

 

 

O prefeito Estanislau Steck

 

Em Louveira, município de cerca de 49 mil habitantes do interior do Estado de São Paulo, o prefeito Estanislau Steck (PSD) determinou a criação de uma comissão para analisar as obras públicas que foram paralisadas por gestões anteriores. Ele destacou que pretende fazer um pente-fino para saber as causas e os responsáveis pelas paralisações e se houve prejuízo aos cofres públicos. Entre as obras que vão passar pela avaliação dos técnicos da comissão estão o Teatro Municipal, a ampliação da Santa Casa e serviços de pavimentação e recapeamento em diversas ruas da cidade.

Para formalizar a criação do grupo, o prefeito assinou na última segunda-feira (4), primeiro dia útil de sua gestão, o decreto nº 5.613. “Estamos iniciando um novo governo e eu faço questão de que as coisas sejam muito claras e transparentes durante todo o tempo. A criação da comissão é uma forma de entendermos melhor por que essas obras não foram finalizadas e se houve alguma irregularidade ou prejuízo”, disse Steck.

A comissão terá 60 dias para apresentar um parecer conclusivo sobre as obras. Se ficar comprovado que as empresas contratadas foram responsáveis pelas paralisações, o relatório será encaminhado à Secretaria Municipal de Administração para abertura de processo administrativo de penalização ou ajuizamento de ação civil pública. Fazem parte da comissão os seguintes secretários: Ricardo Pissulin (Desenvolvimento Urbano); Eduardo Gomes de Menezes (Saúde); Marcelo Souza (Administração); Bira Batista Júnior (Governo); e Edilson Aparecido de Oliveira Crupe (Gestão de Projetos e Programas).

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter