Carapicuíba

Professora Sônia é pré-candidata do PSD à Prefeitura

Ex-vereadora assinou a ficha de filiação ao partido em São Paulo, durante reunião realizada com o presidente nacional da sigla, Gilberto Kassab


04 de setembro de 2019

 

Andrea Matarazzo, Adriana Bernardino, professora Sônia, Armando Berchol, José Carlos Polidori e Gilberto Kassab.

 

O PSD de Carapicuíba – município de cerca de 400 mil habitantes da Região Metropolitana de São Paulo –, indicou a ex-vereadora Sônia Maria Esteves dos Santos Sousa, conhecida como Professora Sônia, como pré-candidata do partido à Prefeitura nas eleições de 2020. A convite do presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, ela assinou a ficha de filiação à sigla em reunião realizada em São Paulo no fim de agosto. Resolução do partido determina que, nas capitais, nos municípios com mais de 100 mil eleitores e em cidades com geradoras de televisão, as convenções municipais deverão lançar candidatos próprios a prefeito.

A filiação de Sônia, que já atuou como secretária de Habitação em Carapicuíba e coordenou as unidades do Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), do Governo do Estado, foi costurada por lideranças municipais e estaduais da legenda, entre elas a presidente da comissão provisória do PSD carapicuibano, Adriana Bernardino, e a coordenadora nacional do PSD Mulher, Alda Marco Antonio. O ato de filiação também contou com o pré-candidato a prefeito do PSD em São Paulo, Andrea Matarazzo, e o radialista Eli Correia.

“Aceitei o desafio proposto pelo presidente Kassab, pois tenho me preparado e venho mantendo contato com gestores de outras cidades que melhoram os serviços públicos na saúde, educação e segurança. Acredito que essas ações e projetos podem ser implantados em Carapicuíba e garantir serviços públicos com a qualidade que a população merece”, afirmou Sônia, que exercerá o cargo de vice-presidente da comissão provisória.

Durante o encontro, foram apresentados os demais integrantes da comissão: o secretário-geral, José Carlos Polidori, a tesoureira, Fernanda Primolan, e o segundo tesoureiro, Armando Berchol. “O PSD oportuniza a nós, mulheres, um espaço na política que nos permite exercer nossa vocação política. Temos a missão de fazer um grande debate sobre a cidade, pois precisamos acompanhar o desenvolvimento que vem ocorrendo na região”, disse a presidente da comissão provisória Adriana Bernardino, que definiu a filiação da Professora Sônia como “um grande passo do partido.”

 Comente!



multimídia
Vídeos
WhatsAppFacebookTwitter